MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando o Windows Azure Pack como Portal do Service Manager

Uma reclamação constante dos usuários do System Center Service Manager (SCSM) é o seu portal. Na versão disponivel para teste Technical Preview que será lançada neste ano, o portal do SM continua sendo em SharePoint Foundation 2010 e sem permitir customizações na interface. Desta forma, os clientes que utilizam o WAP como acesso externo, tinham que ter uma ferramenta de terceiro para fazer requisições.

Porém, algo que poucos já utilizaram é a integração entre o Windows Azure Pack (WAP) com o Service Manager para fornecer um portal completo de auto-provisionamento com VMs, bancos de dados, sites e requisições de serviço.

 

Configurando o Windows Azure Pack como Portal do Service Manager

O primeiro passo para a integração é fazer o download do componente GridPro que é gratuito até uma assinatura (tenant), sendo necessário adquirir a versão Pro para trabalhar com multiplas assinaturas (multi-tenant).

Entre no portal do WAP e em Request Management baixe o componente GridPro, que será manualmente e simples, solicitando alguns dados do servidor do Service Manager:

2015-01-08_15-30-18

Após a instalação do componente utilizamos a interface do WAP para incluir os dados do servidor que está com o GridPro:

SNAG-0001

SNAG-0003

O passo seguinte é incluir o serviço Request Management como parte da assinatura padrão que é ofertada no portal do Azure Pack:

SNAG-0014

 

Utilizando o Windows Azure Pack como Portal

Agora já podemos abrir o portal do WAP e ver que a aba “Solicitações” foi habilitada, permitindo que sejam vistos chamados em aberto ou adicionar novos chamados (incidentes):

SNAG-0015

Ao utilizar a criação de uma nova solicitação, a interface moderna do WAP se alinha com os dados fornecidos na oferta do serviço, de forma muito clara e fácil de entendimento:

SNAG-0016

Caso a sua oferta de serviço contenha objetos, como lista e enumeradores, todos são suportados no WAP:

SNAG-0017

Como resultado, ao abrir a solicitação pelo portal do WAP podemos verificar todos seus dados e a lista de solicitações em aberto:

SNAG-0018

SNAG-0019

Ao abrir a solicitação registrada, podemos ver detalhes e a lista de atividades que o template do Service Manager define nos workflows, de forma muito mais intuitiva que o Self-Portal do Service Manager, assim como documentos anexados e artigos de conhecimento (KB):

SNAG-0020

SNAG-0021 

Mesmo a parte de comentários e interações entre o sistema/operador e o usuário são simples e fáceis de serem acessados e utilizados:

SNAG-0022

SNAG-0023

Porem, caso sua empresa ainda utilize o Self-Portal, será possivel visualizar os chamados abertos no WAP dentro dele, como o exemplo abaixo da requisição que abrimos:

SNAG-0025

 

Conclusão

Com a integração entre o Windows Azure Pack 2.0 e o System Center Service Manager, oferecer serviços de Cloud (público ou privado) se tornará muito mais profissional!

Microsoft Azure – Novo Portal

Para quem ainda não conheceu o novo portal do Windows Azure, pretendo neste post explicar um pouco suas vantagens e funcionalidades, que neste último release do Preview está com praticamente todas as features prontas.

Com certeza ao final você irá alterar o seu atalho de internet para o novo endereço https://portal.azure.com/ como eu fiz hoje!!!

Introdução

No último MVP Summit na Microsoft em Novembro de 2013 fomos apresentados ao novo modelo de interface que a Microsoft estava estudando. Por ocasião da reunião, eu e o Josué Vidal pudemos ver como iria ser as interfaces e opinar a respeito.

A intenção é criar interfaces modulares que avancem sem proibir que o usuário tenha acesso aos itens anteriores de menu. Para isso a cada função selecionada, ao invés da tela ser alterada abre-se a direita um painel com os dados solicitados permitindo que você retorne pela rolagem aos itens abertos, o que facilita muito a operação em tablets e telas de toque.

Utilizando e Customizando o Painel

Ao abrir o novo painel já é possivel ver como ele é interativo. Os blocos abaixo são todos customizaveis, permitindo “pinar” itens, alterar seu tamanho ou localização na tela, similar ao Menu Iniciar do Windows 8:

Portal1

Para incluir novos itens no painel (aplicações ou atalhos), basta utilizar o botão “Browse”:

 Portal2

Os itens selecionados são todos interativos e como visto no primeiro recorte de tela e na introdução, abertos em blocos a direita permitindo utilizar comandos com botão direito (pressionando com tela de toque):

 Portal3

Por fim, podemos customizar a posição do itens no painel principal, alterando seu tamanho ou localização:

 Portal4

Administrando Itens

Até a versão anterior do Preview não era possivel alterar, editar ou criar itens. Apenas era possivel visualizá-los e no caso de VMs nem isso.

Nesta versão já é possivel criar as VMs e editar suas propriedades, de forma muito simples. As imagens abaixo são a rolagem de tela para baixo das propriedades de uma VM:

VM1

VM2

 VM3

Por fim, até mesmo a alteração de tipo de uma VM traz dados muito importantes, diferente do primeiro portal do Azure que só trazia as caracteristicas de CPU e memória, trazendo agora todos os detalhes:

 VM4

Conclusão

Não deixe de utilizar o novo portal. Em algumas situações ele ainda irá solicitar que utilize o portal original, mas são em pouquissimas situações, como por exemplo, configurar o Gateway de rede VPN.

Posted: jul 14 2014, 21:02 by msincic | Comentários (4) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts by msincic
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Webcast Integrando Soluções com System Center 2012 e Orchestrator

Hoje (12/11/2012 as 20:00) apresento mais um webcast da série MVP IT ShowCast, evento organizado por MVPs para diversas tecnologias. A agenda completa do evento está disponivel em http://mvpitshowcast.wordpress.com/agenda-completa-2012/

Este webcast será sem ppts, apenas demonstrações de como criar um Runbook que abra um incidente no Service Manager, Adicione um disco no VMM e Encerre o Incidente, alem de mostrar como integrar os Runbooks ao Service Manager.

Link para inscrição: https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528862&Culture=pt-BR&community=0

CEA MVP IT ShowCast:Microsoft Virtual Machine Converter Solution Accelerator

CEA MVP IT ShowCast: System Center Orchestrator – Executando um Runbook interagindo com toda a Suite System Center 2012

Identificação do Evento: 1032528862

Idioma(s): Português.

Produto(s): Outros.

Público(s): Generalista TI implem_TI .

System Center Orchestrator – Executando um Runbook interagindo com toda a Suite System Center 2012   

System Center Orchestrator – Executando um Runbook interagindo com toda a Suite System Center 2012.
Palestrante: Marcelo Sincic
Este é um evento realizado pela COMUNIDADE TÉCNICA com o apoio da MICROSOFT.

 

Na sequencia várias outras apresentações se darão, sempre com ótimos palestrantes e alta qualidade técnica e para assistir a outros envolvendo System Center, Windows 2012, Exchange 2010/2013 acesse o link no inicio do post e veja a agenda.

Erro ao Reinstalar ou Atualizar o System Center Service Manager 2012

Sintoma

Ao tentar reinstalar o SCSM 2012 você poderá receber uma mensagem de erro como abaixo no processo de definição de nome do grupo de gerenciamento:

“There is already a server management group, cannot add one more”

Causa

Este erro se deve a uma instalação mal sucedida do SCSM 2012 que gravou as chaves de registro para o servidor, porem não terminou completamente o processo ou sofreu algum tipo de corrompimento.

Solução

Entre no registry e delete o grupo de gerenciamento que estará na árvore a seguir: HKEY_LOCAL_Machine\SOFTWARE\Microsoft\Microsoft Operations Manager\3.0\Server Management Groups

image

Posted: nov 07 2012, 16:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Palestra Sobre System Center 2012 no MVP IT Showcast

Na quarta feira inicio a minha participação no MVP IT ShowCast, evento organizado por MVPs para diversas tecnologias. A agenda completa do evento está disponivel em http://mvpitshowcast.wordpress.com/agenda-completa-2012/

CEA MVP IT ShowCast:Microsoft Virtual Machine Converter Solution Accelerator

CEA MVP IT ShowCast:System Center Orchestrator – Instalação e Configuração de Integration Packs (no site do CEA está trocado)

Identificação do Evento: 1032528914

Idioma(s): Português.

Produto(s): Outros.

Público(s): Generalista TI implem_TI .

System Center Orchestrator – Instalação e Configuração de Integration Packs

System Center Orchestrator – Instalação e Configuração de Integration Packs.
Palestrante: Marcelo Sincic

Increva-se em https://msevents.microsoft.com/CUI/EventDetail.aspx?EventID=1032528914&Culture=pt-BR&community=0

Este é um evento realizado pela COMUNIDADE TÉCNICA com o apoio da MICROSOFT.

 

Na sequencia várias outras apresentações se darão, sempre com ótimos palestrantes e alta qualidade técnica e para assistir a outros envolvendo System Center, Windows 2012, Exchange 2010/2013 acesse o link no inicio do post e veja a agenda.

Posted: out 29 2012, 22:41 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Alteração no Kerberos do Windows 2012 pode causar Acesso Negado

Em uma reunião com os Microsoft PFEs Gilson Banin e Marcelo Ferratti foi comentado sobre uma alteração no método como o Windows 2012 gera um Ticket de autenticação pelo Kerberos, chamado de “KDC Resource SID Compression”.

Situação Atual

Como já é sabido, um Ticket de autenticação leva o SID do usuário e dos grupos do qual ele faz parte, além do SID History em casos de migração anterior. Em alguns casos, principalmente dominios muito grandes, o Ticket podia estourar o limite padrão de 12 Kb e gerar problemas na autenticação. Vale lembrar que pelo mesmo motivo um usuário não pode fazer parte de mais do que 1024 grupos.

Atuamente o Ticket (PAC) é composto por SIDs completos: Os valores padrão de identificação (S-1-5), o SID do dominio e o RID individual do objeto no ultimo bloco:

  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1234
  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1466
  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1675
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6523
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6578

Alteração no Windows 2012

A mudança no KDC consiste em não mais incluir no Ticket dados repetidos, com isso o Ticket gerado por um Domain Controller com Windows 2012 fica com menor tamanho e resolve o problema de ser necessário a alteração do tamanho do Ticket.

Assim, o mesmo exemplo anterior de Ticket ficaria:

  • S-1-5-21-3419695430-3854377854-1234
  • -1466
  • -1675
  • S-1-5-21-4533280865-6432248977-6523
  • -6578

O problema é que servidores anteriores ao Windows 2012 não “entendem” o novo Ticket e só permitirá acesso as ACEs que sejam completas, portanto o usuário conseguiria acessar locais onde a permissão foi concedida nos casos 1 e 4 do exemplo, mas não acessaria caso a permissão seja de um dos outros SIDs.

Conclusão

Em um dominio onde ainda existam servidores anteriores ao Windows 2012, o que inclui o Windows 2008 R2, o acesso ao servidor de arquivos, Exchange e qualquer outro que seja baseado no Kerberos terá problemas de acesso negado.

Remediação

Crie a chave de Registry Dword DisableResourceGroupsFields  em HKLM\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Policies\System\Kdc\Parameters para desabilitar este recurso.

 

Mais Informações: http://support.microsoft.com/kb/2774190

Posted: out 28 2012, 23:20 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Utilizando Robocopy para Sincronizar Dados do Windows 2012 com NAS (Linux)

Esta semana precisei migrar dados de um servidor Linux para Windows e passei por um problema que já conhecia, onde em todas as execuções o Robocopy copia novamente os arquivos não alterados com a situação “Modified” ou “Never”.

Possuo um Netgear ReadyNAS Duo para executar VMs e backup de arquivos e na época da compra montei um script para sincronizar dados entre o notebook e o NAS que utiliza ext3, compativel com FAT32.

O problema é que o FAT32 utiliza timestamp nos arquivos com precisão de 2 milisegundos diferentes do NTFS, como mostra o print abaixo. Note que o arquivo da esquerda é o local (S:) e o da direita do NAS e veja a diferença nas tags “Created” e “Modified”:

Print

Para resolver isso existe uma solução muito simples: acrescente o parametro /FFT no final do comando.

Agora a sincronização ocorrerá com sucesso, ainda irá mostrar a mensagem “Changed” nos arquivos na saida do comando, mas ele não irá mais copiar estes arquivos não alterados.

Fonte: http://technet.microsoft.com/pt-br/library/cc733145%28v=ws.10%29.aspx

Posted: out 16 2012, 18:59 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login