MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

DPM 2012 com Failover Cluster para Hyper-V

Uma das novas features que o DPM 2012 traz a possibilidade de fazer o backup das VMs que estão no storage CSV de um cluster por utilizar os recursos de snapshot do próprio storage.

Isso é um grande avanço por dois motivos:

  1. O storage tem uma performance superior na criação do snapshot pois é nativo e ocorrendo no nivel dos bits a serem copiados e não no sistema de arquivos como acontece com os snapshots criados pelo VSS do Windows
  2. Com o snapshot sendo realizado pelo storage, não ocorrem os Redirect Access no cluster e nem os erros de CSV sendo acessado simultaneamente como acontece com backups paralelos de diferentes VMs.
    Ou seja, com o snapshot por hardware podemos criar jobs de backup das VMs que sejam simultaneos

Porem, na maioria dos storages não são deixadas alocações para snapshots, o que irá gerar no Event Viewer do host em que o backup foi efetuado um erro de falta de espaço suficiente para gerar um snapshot.

Nestes casos o ideal seria reformular o espaço das LUNs alocando para snapshot espaço suficiente para a cópia do maior dos backups existentes, já que o snapshot é apagado pelo DPM após o término da cópia. Também é necessário permitir aos hosts realizar os snapshots, como mostra a imagem abaixo da configuração de um EqualLogic:

clip_image002

Por outro lado, se não houver espaço livre para o snapshot mas este for um recurso que exista no storage que esteja utilizando, a opção é desativar o serviço de snapshot do kit de integração, como visto abaixo no HIT Kit do EqualLogic:

clip_image002

Caso precise de mais informações, acesse o link http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh758090.aspx

Posted: mai 02 2012, 23:52 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Licenciamento do System Center 2012–Server e Client

Foi noticiado o novo modelo de licenciamento do System Center 2012, o que facilitou muito a forma como vendemos o pacote de produtos. Realmente o fato de agora não termos mais licenças individuais para cada um dos 8 produtos que fazem parte da familia System Center 2012 é uma vantagem. Porem, é importante relembrar dois fatores que muitos estão deixando de lado:

  1. O System Center atual já possuia uma forma de licenciamento chamada de Suite Enterprise que envolvia todos os produtos
  2. O licenciamento por cliente ainda continua existindo, sendo um custo importante no cálculo final, porem também possuia a opção Enterprise CAL Suite

Para o System Center atual fiz alguns cálculos para demonstrar quanto custa algumas implementações em (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Licencas-da-Familia-System-Center-Tipos-e-Precos.aspx) e é bom esclarecer como ficam os mesmos dados agora, incluindo a licença de clientes, e fazer o comparativo.

Licença para Servidores

Agora o licenciamento pode ser Standard ou Enterprise:

  • Standard é para máquinas fisicas ou virtuais e cobre apenas dois processadores e 2 máquinas virtuais ao custo de U$ 1.323
  • Enteprise não limita o numero de servidores para o ecosistema, mas limita o número de processadores fisicos do host ao custo de U$ 3.607

Pode parecer confuso, mas na verdade é simples, imaginando o cenário onde um servidor (hosts) com 4 processadores fisicos:

  • Se você for implementar uma VM para cada funcionalidade, portanto 8 VMs, o ideal seria comprar 2 (duas) licenças Enterprise já que cada licença cobrem 2 processadores e não precisaria “contar” o número de VMs
  • Se você for implementar até 4 VMs agrupando papeis o ideal seria comprar 2 (duas) licenças Standard já que cada licença cobre 2 processadores e até 2 VMs

Nota: No primeiro exemplo acima o custo de ter duas licenças Enterprise é de U$ 7.214 enquanto com a Standard é U$ 5.292. Parece que a decisão deverá ser pensada com cuidado !!!

Licença para Clientes

Temos uma tabela de licenciamento de clientes diferente, pois são 3 licenças dependendo do produto que será utilizado:

image

As licenças não são cumulativas, mas individuais. Portanto se for desejado utilizar o SCCM, SCOM, VMM e o DPM em um determinado servidor será necessário compras a licença de CMC e a de CMSL ao custo de U$ 183. No modelo antigo seria necessário gastar U$ 354 (u$ 157 Licença Server do SCCM e SCOM e U$ 70 pela licença do VMM e DPM que são Suite).

Nota: No pacote atual as licenças para servidores são diferentes das de estações, com custo bem superior.

Simulação

Veja a simulação do custo do System Center 2012 com os mesmos parametros da simulação com a versão anterior, ou seja 1000 clientes e 10 servidores:

Produto Licença Servidor* Licença Clientes Valor Total
Configuration Manager 2012  $             7.214,00  $           62.620,00  $               69.834,00
Operations Manager 2012  Já incluida   $        122.210,00  $            122.210,00
Data Protection Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Virtual Machine Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Service Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Orchestrator  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Total  $ 192.044,00
   
*Levando em conta um servidor para cada papel    

Ou seja, temos um custo maior, porem note que na simulação com os produtos atuais não foi cotado o SCSM nem o Orchestrator, o que aumentaria bem o valor final de U$ 113.863

Referências

Seguem os links para os documentos que contem os dados citados neste post:

http://download.microsoft.com/download/0/D/9/0D9DDF52-A855-487B-9B74-5A09A9389551/Windows%20Server%20System%20Center%20and%20Forefront%20Pricing%20and%20Licensing%20Guide.pdf

http://myitforum.com/myitforumwp/wp-content/uploads/2012/01/System-Center-2012-Licensing-Datasheet.pdf

Emulador para Tape Drive compativel com DPM (VTL)

Desde os posts que montei sobre DPM e uso de Tapes (http://bit.ly/o5IFjG http://bit.ly/mZOtsz http://bit.ly/odf897) que me perguntam como montar o ambiente em laboratório.

O que é um VTL?

É claro que na ocasião utilizei um Tape Drive real, mas é possivel emular, e muito bem. Fiz isso ontem para testes com o DPM 2012 (http://bit.ly/uW3c0D) e notem que funciona perfeitamente. Esta tecnologia é chamada de VTL (Virtual Tape Library).

image[4]

O nome do programa que uso para VTL é o FireStreamer (https://www.cristalink.com/fs/Default.aspx) podendo emular até 8 robos com 255 tapes drives e 60 mil slots!!!

Se quiser baixar o programa para testes ou demonstrações com DPM pode utilizar a trial de 30 dias disponivel no site.

Mas qual a função real de um VTL?

Sua função é permitir backups ”long term” em mídias que não sejam tapes detectáveis pelo DPM ou outros softwares.

Por exemplo, imagine que sua intenção seja criar um backup movél para Blu-Ray ou HD Externo, uma vez que o DPM não enxerga estes dispositivos como library já que midias removíveis não são válidas. Outra necessidade comum é mover o backup para outra localidade e com o backup normal “short term” do DPM não é possivel por ser formato proprietário.

Nestes casos, a solução é usar um VTL e apontar a fita para o dispositivo desejado, que nada mais é do que um caminho de disco local, como mostra a imagem abaixo.

FireStreamer

Veja que no exemplo será emulado 5 Tape Drives com 200 slots ao todo, sendo que adicionei uma fita com apontando que irá criar um arquivo “Fita.bak” no diretório “Tapes”.

É isso ai, com este ou outro software VTL está resolvido o problema de uso de HDs externos para backup!!!

System Center Data Protection Manager 2012 (DPM)–Novidades

Depois de testar o SCOM 2012, SCCM 2012 e SCVMM 2012 consegui instalar e fazer os primeiros testes com o DPM 2012.

Instalação

A instalação do DPM 2012 é tranquila, como já era a dos anteriores, com um menu simples de utilizar e contendo as opções de features autonomas como a instalação manual do agente.

Note que agora o DPM é utilizado com o SQL Server 2008 R2, que pode ser instalado como parte do pacote. A novidade é que podemos usar um único SQL Server para vários servidores DPM já que não é mais utilizado o SQL Express Edition.

DPM-Setup-Welcome

Nova UI

O produto já mudou muito na interface, o que realmente fez diferença. Engraçado como interfaces “clean” são melhores do que as baseadas em Tree View que usávamos muito antes.

Agora temos a interface baseada no layout do Outlook 2010, com a Ribbon e sem as tabs separando os itens de cada menu, que atrapalhava bastante a visualização completa de cada grupo de opções, como mostra a imagem abaixo, destacando os filtros de Jobs e o resumo dos alertas na parte esquerda do menu.

Tela Inicial

Na parte de “Monitoring” também foram feitas as mudanças de UI, onde podemos notar o resumo na lateral esquerda com os agentes, discos e tapes.

DPM-Management

Grupos de Proteção

Achei muito interessante as mudanças nos grupos de proteção (Protection Groups), primeiro no layout que agora tem o resumo dos status na lateral e um indice dos grupos de proteção, o que pode parecer simples, mas sabe quem tem mais de 10 grupos como era dificil navegar nos itens. Note também que a Ribbon tem as funções antes acessiveis apenas pelo botão direito. Destaque também para as novas funções de “Resume Backup” em disco e fitas possibilitando continuar um backup ao invés da opção “Recovery Point” anterior onde escolhiamos “short” e “long” term que nada mais era que disco e tape respectivamente.

DPM-ProtectionGroup

Na criação de um grupo agora é possivel definir diversos agendamentos para o backup “long term” permitindo as politicas anual, mensal e semanal, o que até o DPM 2010 era necessário manualmente copiar as fitas para arquivos permanentes.

DPM-ProtectionGroup-3

Recuperação de Dados

Uma mudança interessante na área de recuperação de dados são e o “Search” na barra lateral, onde podemos agora procurar uma caixa postal dentro dos backups, outro item que nos dava muito trabalho e agora será facilitado.

DPM-Recovery-Search

Relatórios

Por fim, na área de relatórios temos as mesmas funções anteriores, mas agora com a parte de agendamento e envio de email mais claro na barra inferior. Esta é uma funcionalidade importante levando em conta ambiente gerenciados de forma correta com o acompanhamento pelos relatórios recebidos por email.

DPM-Reporting

Outras Novidades

Alem das novidades que abordei acima temos outras citadas no Release Notes:

  • Nâo precisa de Hyper-V no servidor DPM para o backup de VMs com Change Block Tracking e VM Item Restore (ILR)
  • Pode proteger máquinas fora do dominio do servidor DPM com segurança baseada em certificados digitais
  • Gerencia servidores DPM 2010 e 2012 na mesma console
  • RBAC assim como no Exchange para controle de segurança e acesso granular
  • Suporte ao recurso File Stream do SQL Server 2008 R2
  • Configuração de co-location nos tapes

Link para baixar o DPM 2012 e o Release Notes http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?id=27216

Posted: out 25 2011, 16:22 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Resolvendo Problemas de Backup com o DPM

Recebo muitas perguntas sobre o funcionando do DPM após ter publicado os videos do produto (http://bit.ly/rh35b6).

Muitas questões estão relacionadas ao uso de fitas e robôs, por isso editei os post sobre uso de fitas no mes passado (http://bit.ly/nZY96w) e agora vou abordar outros erros muito comuns e como solucioná-los.

Erro com Volume Shadow Services (VSS)

O processo do DPM não é realizado diretamente nos dados e sim a partir dos dados de snapshot utilizando o VSS, que é conhecido pelo Shadow Copy.

image

Sendo assim, a maioria dos problemas com backups são relacionados ao VSS que não consegue gerar os dados necessários para o DPM.

A primeira e mais facil forma de resolver é criar manualmente um ponto de restauração full, o que cria o snapshot novamente no servidor origem do backup, e em geral resolve o problema quando o VSS está com a base corrompida.

A segunda forma de resolver o problema é executar um CHKDSK no disco de origem do backup, pois o VSS grava os dados em um espaço não alocado no disco e o checkdisk faz a verificação de problemas em áreas não alocadas (free space).

A terceira forma de resolver o problema é ir nas propriedades do Shadow Copy do disco (abrir o Explorer como administrador e clicar com o botão direito) e verificar se as propriedades estão corretas. Verifique se o Shadow está ocorrendo nos discos pelo tamanho alocado e entre nas propriedades e verifique se há espaço disponivel. Note que o Shadow Copy não precisa estar Enabled, pois trata-se de outra feature.

A quarta forma de resolver o problema é utilizando a ferramenta VSADMIN e utilizar os comandos de lista dos recursos. Se alguma das listas ocorrer erro o ideal é deletar todos os shadows com os parametros VSSADMIN DELETE. Com esta ação será reinicializado o VSS em todos os discos no próximo backup. Porem é importante que na primeira tentativa ocorra erro, pois os shadow serão reinicializados. Se isso ocorrer espere alguns minutos e tente novamente.

A quinta e ultima forma de resolver os problemas é verificar pelos hotfix e updates disponiveis para o servidor origem dos dados e também do próprio DPM que está no QFE 2 (http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?id=20953).

Problemas Especificos com Proteção do Hyper-V

Uma das grandes vantagens do DPM é fazer backup de maquinas virtuais (VMs) diretamente do serviço de Hyper-V, o que é muito mais rápido ao copiar e restaurar por incluir o VHD inteiro no backup.

Porem, neste caso é necessário tomar várias precauções.

A primeira delas tem a ver com DAS (Direct Attach SCSI), seja em um sotrage ou em discos locais se o DPM estiver no host do Hyper-V, o que eu nunca recomendaria por sinal.

Neste caso, o DPM irá ocupar toda a banda do storage para realizar o backup e o Hyper-V irá derrubar o serviço por entender que o VHD ficou indisponivel. Se você possuir cluster o serviço de cluster irá cair por indicar acesso simultâneo no mesmo disco. Portanto, não utilize o DPM conectado fisicamente na mesma controladora que está o Hyper-V.

Outro problema é o Hyper-V entender que houve acesso simultaneo ao mesmo dado (VHD) e neste caso aplique o KB 2545685 (http://support.microsoft.com/default.aspx?scid=kb;en-US;2545685) que costuma resolver o problema.

Se o seu ambiente Hyper-V for baseado em cluster também pode ser necessário caso o KB acima não resolva executar as tarefas descritas no documento http://technet.microsoft.com/en-us/library/ff634192.aspx que serve para influenciar a forma como os snapshots são gerados quando seu hardware não dá suporte a esta operação.

Por fim, siga os passos do documento http://technet.microsoft.com/en-us/library/ff634205.aspx desabilitando o protocolo chimney ou ativando a auto montagem dos volumes para o VSS.

Conclusão

Sistemas de backup são fáceis de serem implementados, mas exigem alto conhecimento do ambiente para serem gerenciados, já que a dependencia de recursos locais como o VSS e CSV no caso do Hyper-V em cluster não são tão simples de serem controlados.

Porem, com as dicas acima consegui resolver os problemas que tive em diversos clientes com sucesso!!!

Login